Caracterização do Concelho

Reza a lenda, que o Santo São Vicente terá aparecido nesta localidade na cova de um rochedo, junto à foz da ribeira. Outra lenda, conta-nos que os primeiros povoadores ao descerem pela Encumeada em direcção a São Vicente foram surpreendidos por vários corvos a sobrevoar o vale e de imediato se lembraram de um mártir espanhol, chamado São Vicente (morto pelos romanos e os restos mortais foram devorados por corvos).

 

Location_SVC

São Vicente é um concelho da Região Autónoma da Madeira, com sede na freguesia homónima.

Tem 78,82 km² de área (um dos mais extensos concelhos da Região Autónoma da Madeira) e 5 723 habitantes (censos de 2011), subdividido em 3 freguesias.

O concelho é limitado a leste pelo concelho de Santana, a sul por Câmara de Lobos, Ribeira Brava, Calheta e Ponta do Sol, a oeste pelo Porto Moniz e a norte tem litoral no oceano Atlântico.

Esta situação é resultante das mudanças operadas no séc. XIX na estrutura municipal da Ilha.

O progressivo aumento da sua população terá contribuído para o desmembramento de São Vicente da capitania de Machico, sendo elevada a vila e sede de concelho, por alvará régio de 25 de agosto de 1774. As atuais freguesias do Porto Moniz, Seixal, Arco de São Jorge e São Jorge estiveram sobre a sua alçada.

Em 1835, uma reestruturação conduziu ao aparecimento de dois novos municípios, Santana e Porto Moniz, o que fez reduzir a área do concelho de São Vicente. Porém, esta situação durou pouco já que, por decreto, em 1867 São Vicente regressa à extensão inicial. Novamente, em 1898, com o restabelecimento dos municípios extintos, o concelho volta à atual área.

Hoje, o concelho de São Vicente apresenta-se dividido em 3 freguesias que correspondem a 7 paróquias. As novas paróquias que se seguiram são o testemunho do progresso do concelho.

 

Language »